História

Em 20 de julho de 1828, Domingos Ferreira Marques e sua esposa, Dona Feliciana Francisca Dias, perante as testemunhas de João Gomes de Oliveira e Laureano Rodriguez de Queiroz, doaram 40 alqueires de terra, para a criação de um curato, denominado na época de “Curato do Espírito Santo”.

O arraiá que mais tarde seria chamado de “Espírito Santo de Mar de Espanha”, foi crescendo e se desenvolvendo ao redor da capela-mor que havia sido construída no local.

O município começou a se desenvolver com a pecuária e posteriormente com a cafeicultura, que passou a ser a principal fonte de riqueza da Região. Mas o que consolidou de fato o desenvolvimento e o progresso de toda essa região, foi a implantação dos trilhos da Estrada de Ferro União Mineira, hoje chamada de Estrada de Ferro Leopoldina no Arraial das Taboas, hoje Município de Bicas.

O nome “Guarará” vem do vocabulário de origem Tupi-Guarani e significa “Tambor usado pelos gentios”, “Manhoso” ou até mesmo “Investigador”. De acordo com a tradição havia um riacho com o nome de “Guarará” na região de Barbacena, terras de onde os primeiros desbravadores vieram. Levados pelo sentimento de emancipação que surgia na época, o local deixou de ser chamado de “Espírito Santo do Mar de Espanha” e é denominado de “Espírito Santos do Guarará”.

Formação Administrativa:

Em 05 de dezembro de 1890, através do decreto número 278, foi criada a “Vila do Guarará”, que desmembrou-se de Mar de Espanha e lhe sendo agragados cinco distritos: Guarará, Forquilha, Maripá de Minas (antigo Córrego do Meio), Bicas e Santa Helena.

O Município foi emancipado em 05 de dezembro de 1890, compondo-se do distrito da sede de Bicas e de Maripá de Minas, antigo “Córrego do Meio”.

Alteração Toponímica Distrital:

Em virtude do Decreto Estadual n° 343, de 22 de janeiro de 1891, o topônimo atual da cidade é “Guarará”.

Aspectos Físicos:

Localização:

Guarará é um município brasileiro do estado de Minas Gerais e está inserido na mesorregião da Zona da Mata Mineira, fazendo parte da Microrregião de Juiz de Fora, segundo a classificação do IBGE.

A cidade tem como coordenadas geográficas:

Área: 88,589 Km²

População:3.937

População Rural: 442

População Urbana (Hab.): 3.490

População Masculina : 1.952

População Feminina: 1.980

Fonte: IBGE censo 2007

Densidade Demográfica: 45,3/Km²

Fonte: Wikipédia – a enciclopédia livre

IDH: 0,75

PIB: 24.285,75

IDI:

Aspectos Geográficos:

Altitude: 558m

Máxima: 743 m – Morro da Caieira

Mínima: 587 m – Foz Ribeirão Espírito Santo

Ponto central da Cidade: 560 m

Temperatura:

Média anual: 21°C

Média máxima anual: 27,9°C

Média mínima anual: 15,3°C

Índice Médio Pluviométrico Anual: 1581 mm

Relevo:

Topografia (%)

Plano: 5

Ondulado: 70

Montanhoso: 25

Distâncias Aproximadas aos Principais Centros (Km):

Transportes: Rodoviário.

Localidades – Distâncias em Km:

Belo Horizonte – 233 Km

Rio de Janeiro – 133 Km

São Paulo – 422 Km

Salvador – 1086 Km

Brasília- 839 Km

Fortaleza – 2062 Km

Curitiba – 758 Km

Manaus – 2769 Km

Porto Alegre – 1235 Km

Belém – 2333Km

Goiânia – 861 Km

Principais rodovias que servem de acesso a Belo Horizonte: BR-040, BR-267

Principais rodovias que servem ao município: BR-040, BR-267

Municípios limítrofes:

Bicas – 4Km

Maripá de Minas – 10Km

Rochedo de Minas – 21 Km

Senador Cortes – 5Km

Pequeri – 8 Km

Mar de Espanha – 29 Km

Hidrografia

Principais rios:

Ribeirão Espírito Santo

Ribeirão Forquilha

Bacia: Bacia Rio Paraíba do Sul

Educação:

Ensino fundamental – 2006 (1) => 510 matrículas

Ensino pré-escolar – 2006 (1) => 150 matrículas

Ensino fundamental – 2006 (1) => 2 escolas

Ensino pré-escolar – 2006 (1) => 2 escolas

Outras Informações:

Energia Elétrica: CEMIG

Água: COPASA

Esgoto: Prefeitura Municipal

Comunicações:

Telefonia Fixa: Telemar

Telefonia Móvel (celular): Claro